17.9.14

E se me fosse casar...

Não quero que seja o melhor dia da minha vida, não me importo se chover, se alguém não gostar não quero saber.

Quero-me casar porque acredito nas famílias, porque acredito na amizade, porque acredito que ser-se sozinho não é verosímil. Todos precisamos de um par, todos precisamos de ter alguém com quem não precisamos de filtros para existir, todos precisamos ter alguém que não se incomode com o nosso chulé.

Quero casar-me porque quero festejar a relação que me tem feito tão feliz nos últimos anos, quero casar porque quero ter filhos com a pessoas que no fundo me salvou a existência.

Já quis casar para me sentir uma princesa, mas agora já não me importo de ser a bruxa.

Não sei se vai ser para sempre, sei que não vai correr sempre bem, que é preciso trabalho comum, auto-controlo e mais do que tudo sensatez, sensatez sempre, todos os dias, todas as horas e compaixão, empatia, compreensão, amizade.

Que é mais do amor para além de uma amizade, um estar lá para as alegrias e para as tristezas, um estar lá e fazer parte a viver alegremente os desafios da existência.

Chorar, rir, brincar, perdoar, seguir em frente.

Vou-me casar porque quero juntar toda a gente e dizer, não, não existem príncipes encantados, mas existem pessoas que como numa melodia virtuosa andam no compasso ao mesmo ritmo que nós, que nos ajudam a ultrapassar os pedregulhos no caminho, que nos ensinam a gostar mais de nós e a apreciar melhor a vida.




Vou casar-me porque gosto de organizar festas.

Vou casar-me porque acredito que vamos continuar a gostar de construir coisas juntos, vamos continuar a querer descobrir juntos o mundo, vamos continuar juntos a questionar as coisas e a rirmos-nos de nós próprios.

Vou-me casar porque quero ter filhos. É claro que não era preciso, mas pronto eu quero, ponto final, ouviste! :)

Vou-me casar para irmos viver juntos mas por favor mete-me a merda da loiça toda dentro da pia! Arruma a roupa no mínimo de 2 em 2 dias! E nunca te esqueças, vai dar trabalho, às vezes hade doer, mas vai sempre valer a pena desde que tenhamos o cuidado de nunca nos deitarmos chateados porque tristezas não pagam dividas e estamos a dever um quota à felicidade.

E se eu me fosse casar?

Casamento_Diabo na Cruz (não sei pôr aqui os videos como deve ser!)
https://www.youtube.com/watch?v=johKbPPC4I8