17.10.14

Spoiler profissional: District 9

Bem é de 2009, só calhou vê-lo agora.



É um filme de ficção científica sobre alienes que tiveram o azar de vir parar à terra numa nave enorme que calhou em avariar curiosamente no céu da África do Sul. Não tinham más intenções, aliás não tinham nem primeiras nem terceiras, foi um acidente por tal não vinham nem por mal nem por bem, apenas queriam regressar ao seu planeta, sendo que essa possibilidade só se evidenciou possível passados 20 anos de estarem num regime de segregação no nosso planeta e num país com um passado negro no que à xenofobia diz respeito.

O filme retrata um episódio da vida daqueles a quem os humanos chamaram pejorativamente de "camarões" pela sua suposta parecença com os ditos que nasce da necessidade de comparação com alguma coisa que existe por parte das pessoas e que ajuda a ditar a superioridade dos humanos face a esses seres.
Esse episódio consuma-se na expulsão dos mesmos do local onde viviam, numa abordagem cinematográfica que simula um documentário, recorrendo à filmagem dos acontecimentos, à recolha de depoimentos, ao discurso na primeira pessoa por parte do protagonista humano, o responsável pela transferência dos extra-terrestres do district 9 para o district 10, um sitio parecido com um campo de concentração onde se sugere que a liberdade dos seres extra-terrestres seria ainda mais condicionada e desumana.

O filme ficciona uma das possíveis formas sobre como trataríamos seres de outro planeta, ainda que estes fossem essencialmente benignos, provavelmente a mais provável.



Essa forma passaria por segregar, desrespeitar, sujeitar à pobreza, humilhar, violentar, não lhes associar direitos. Por outro lado seriam estudados, sujeitos a todo o tipo de experiências, procurar-se-ia ganhar o máximo possível com eles, roubar a tecnologia principalmente a mais lucrativa, a bélica.

As pessoas na sua generalidade procurariam expulsar-los do seu país, não procurariam meios de integração, não estariam interessadas em aceita-los, em percebe-los, quiçá em ajuda-los.

Uma minoria, a que se agrega pela luta pela igualdade, respeito, humanidade, insurgisse-ia contra os maus tratos, mas infelizmente o seu poder é sempre limitado.

Metade do filme é angustiante, deixa-nos meio estarrecidos, o protagonista é odioso, toda a gente é odiosa, a máfia de humanos que levanta arraiais no district 9 é digna de pura repulsa, não existe um pingo de bons sentimentos até que o feitiço se vira contra o feiticeiro.

Embora me auto intitule de spoiler profissional não me vou alongar sobre a trama.

Vale a pena ver, ao longe os alienes parecem nojentos, mas ao perto os preconceitos caem por terra. Mas não é assim que funciona? os preconceitos muitas vezes são filhos da prudência, a discriminação é que já não tem um pai tão sensato.



District 9 (2009)

  -  Action | Sci-Fi | Thriller  -  14 August 2009 (USA)
8.0
Your rating: 
  -/10 
Ratings: 8.0/10 from 442,346 users   Metascore: 81/100 
Reviews: 1,239 user | 452 critic | 36 from Metacritic.com
An extraterrestrial race forced to live in slum-like conditions on Earth suddenly finds a kindred spirit in a government agent who is exposed to their biotechnology.

Director: